segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Choque elétrico

A principal motivação desta postagem e alertar sobre o perigo de brincar com a  eletricidade. Esta brincadeira pode representar uma porcentagem meio macabra que é de 50% (ou você morre, ou você sobrevive com algum dano, dependendo da corrente).

O choque elétrico é causado por uma corrente elétrica que passa através do corpo humano ou de um animal qualquer. O pior choque é aquele que se origina quando uma corrente elétrica entra pela mão da pessoa e sai pela outra. Nesse caso, atravessando o tórax, ela tem grande chance de afetar o coração e a respiração.


Os efeitos principais que uma corrente elétrica (externa) produz no corpo humano são fundamentalmente quatro:  Tetanização, Parada respiratória, Queimadura e Fibrilação ventricular.


Tetanização

A tetanização é um fenômeno decorrente da contração muscular produzida por um impulso elétrico. Verifica-se que, sob ação de um estímulo devido à aplicação de uma diferença de potencial elétrico a uma fibra nervosa, o músculo se contrai, para em seguida retomar ao estado de repouso. Se ao primeiro estímulo seguir-se um segundo, antes que o repouso seja atingido, os dois efeitos podem somar-se. Diversos estímulos aplicados seguidamente, em contrações repetidas do músculo, de modo progressivo; é a chamada contração tetânica. Quando a freqüência dos estímulos ultrapassa um certo limite o músculo é levado à contração completa. permanecendo nessa condição até que cessem os estímulos, após o que lentamente retorna ao estado de repouso.

Parada respiratória

A máxima corrente que uma pessoa pode tolerar ao segurar um eletrodo, podendo ainda largá-lo usando os músculos diretamente estimulados pela corrente, segundo determinações experimentais em corrente alternada de 50/60 Hz, são  valores de 6 a 14 mA, em mulheres (10 mA de média) e 9 a 23 mA em homens (16 mA de média);  portanto uma corrente elétrica inferior a necessária ao funcionamento de uma lâmpada incandescente normalmente usada em nossas residência. Correntes superiores a estas podem causar uma parada respiratória, contração de músculos ligados à respiração e/ou à Paralisia dos centros nervosos que comandam a função respiratória.  Se a corrente permanece, O indivíduo perde a consciência e morre sufocado.  A rapidez da aplicação  da respiração artificial (boca a boca), e do tempo pelo qual ela é realizada,  principalmente intervir imediatamente após o acidente (em 3 ou 4 minutos no máximo) para evitar asfixia da vítima ou mesmo lesões irreversíveis nos tecidos cerebrais é muito importante nestas situações.

Queimadura

A passagem da corrente elétrica pelo corpo humano desenvolve  calor por efeito Joule, podendo produzir queimaduras, principalmente nos pontos de entrada e saída da corrente, tendo em vista que a resistência elétrica da pele é maior do que os tecidos internos  e se forem pequenas as áreas de contato, pois a densidade será maior, produzindo desta forma  queimaduras tanto mais graves quanto maior esta densidade de corrente e quanto mais longo o tempo pelo qual a corrente  estiver presente no corpo.




Fibrilação ventricular

O fenômeno fisiológico mais grave que pode ocorrer quando da passagem da corrente elétrica pelo corpo humano é a fibrilação ventricular. Se à atividade elétrica fisiológica normal sobrepõe-se uma corrente elétrica de origem externa e muitas vezes maior do que a corrente biológica, é fácil imaginar o que sucede com o equilíbrio elétrico do corpo.  As fibras do coração passam a receber sinais elétricos excessivos e irregulares, as fibras ventriculares ficam superestimuladas de maneira caótica e passam a contrair-se de maneira desordenada uma independente da outra , de modo que o Coração não pode mais exercer sua função. Observa-se que, cessada a atividade cardíaca, em cerca de três minutos ocorrem lesões irreparáveis no músculo cardíaco e no tecido cerebral.

 

Efeitos da corrente elétrica no organismo humano


100 microamperes a 1 miliampér– limiar da sensação

1 mA a 5 mA – formigamento

5mA a 10 mA – sensação desagradável

10 mA a 20 mA – pânico, sensação muito desagradável

20 mA a 30 mA – paralisia muscular

30 mA a 50 mA – a respiração é afetada

50 mA a 100 mA – dificuldade extrema em respirar, ocorre a fibrilação ventricular

100 mA a 200 mA – morte

200 mA – queimaduras severas

27 comentários:

John Oliver disse...

Meu amigo, continue com este blog, as imagens são um pouco fortes, mas a maioria das pessoas não sabem dos perigos de instalações eletricas malfeitas.

Boa sorte, vou acompanhar o blog.

Luiza Pereira disse...

Acho que deveria alertar sobre as imagens fortes. Estava procuando algo sobre fibrilação ventricular e não imagens de pessoas queimadas. Achei desnecessário. Mas de qualquer formas, parabéns pelo trabalho!

Anônimo disse...

Parabens meu filho, imagens fortes servem pra conscientizar, tem que mostrar mesmo !!

Emerson Ferreira disse...

Parabéns! As imagens e informações contidas em seu blog são de extrema necessidade para concientizar a sociedade sobre os riscos de um choque elétrico. Desencoraja os curiosos que acham que sabem trabalhar com eletricidade!

Anônimo disse...

Parabens!!!
Eu estava procurando sobre choque para uma apresentação na escola!!!
encontrei tudu akiii!!!

Muito bom mesmo!!!

Anônimo disse...

PARABÉNS!!!!!!!
ESTAVA PROCURANDO METERIAS PARA UM DIALOGA DE SEGURANÇA EM UM SETOR DE MECÂNICA ONDE UNS SE ACHAM ELETRICISTA.

ACHO QUE DEPOIS DESTE DDS VÃO MUDAR SEUS CONCEITOS QUANTO A ELETRICIDADE.
ABRAÇO! MATERIAL FORTE MAS DE GRANDE VALIA DE DATICO..........

Cintia Dutra disse...

Adorei o material! Parabéns!

Frann Cordeiro disse...

Olá...........sou estudante de segurança do trabalho e tenho um seminário pra apresentar sobre choque elétrico.Me judou e muito esse assunto.Obrigada!!!!!


Frann Cordeiro

Anônimo disse...

OLA COLEGA!

Eu e uma colega ficamos de queixo caído quando vimos as fotos; estávamos precisando de uma(s) imagem para trabalho escolar, que retratasse o perigo que a eletricidade oferece. Imagens fortes, mas necessárias para divulgação e conscientização das comunidades em geral.

Parabéns.

Anônimo disse...

adorei essa materia estava precisando para aprensentar um seminario em meu curso as fotos são bastante chocantes mais importantes para a concientizaçÃO DO PERIGO

Anônimo disse...

muito bom assim terei muito mais cuidado,quando fizer minhas instaçoes elétricas em casa .
muito obrigado.

Marco disse...

ola eu precisava saber se a corrente de um monitor lcd é muito forte

Gleidson Rodrigues disse...

Olá, Parabéns pela postagem.
trabalho com eletricidade a 22 anos e graças a Deus nunca tive nenhum acidente, estava procurando artigo sobre pipa e choque elétrico para mostrar ao meu filho. As fotos são meio fortes mas as vezes necessárias para quem não conhece ou ignora. Mais uma vez parabéns!

Anônimo disse...

meu deus sera o que foi com o menino coitado ,renaceu denovo

Anônimo disse...

Parabéns pelas informações meu amigo. Excelente

Anônimo disse...

parabéns amigo pela postagem,isso serve de alerta para essas pessoas que querem da uma de eletricista.(bone)goianesia do pará_pa

Eletrochoque disse...

Eu tive uma experiência com um choque de 12.300 em um poste de alimentação de areá gostaria de documentar! Será que você sabe como faço isso ficaram muitas sequelas e tenho fotos e laudos de tudo nem sei se vc saberia me informar mais agradeço por ver todas essas fotos e alertas que você fez sou prova viva que com energia não se brinca contato chuario@gmail.com

Anônimo disse...

Esta materia esta otima estava precisando de dar uma palesta e encontrei tudo sobre choque.

Anônimo disse...

Sou técnico em eletricidade e ja presenciei muitos fatos semelhantes a estas fotos, acontece que a maioria das pessoas pensam que sabe e a outra parte não sabe e não tem medo e o final é tudo isso que foi mostrado ou muito mais. Quando falamos de imagens fortes esquecemos que se for realidade em um ente querido é bem pior, o negócio é encarar e temer quando o assunto é "CORRENTE ELÉTRICA", essa não alisa ninguém.
Parabéns pelas informações e pelas realidades apresentadas.

Anônimo disse...

to muito triste meu cunhado acabou de morrer por causa de choque

adriana disse...

uma otima aula os alunos de enfermagem agradecem

Anônimo disse...

parabéns pelo seu trabalho,acho que quem ver essas fotos vai pensar 2 vezes antes de fazer instalações eletricas.

seco disse...

olá no dia 05/02/12,fui fazer um reparo num painel dum gerador,e num pequeno descuido de minha parte,eu estava com uma de minhas mãos segurando no painel e com a outra fui colocar um fio no terminal esse fio escapou e pegou no meio de minha mão fazendo com que minha mão se fechace e fiquei grudado por cerca de 5 segundos,mas pra mim foi uma eternidade ,so consegui me soltar graças a um parceiro que estava unto comigo e me puxou pela camiseta,pois não conseguia me soltar,hoje sou grato a ele pelo resto de minha vida,e não desejo isso a ninguem,então por favor tomem o maximo de cuidado pois energia eletrica não é brincadeira,enquanto a mim so sai com umas pequenas queimaduras nas,mãos por onde passou a corrente eletrica e com muitas dores pelo corpo, que ate parece que fui atropelado

GG disse...

Choqueeeiii!!

Anônimo disse...

Que horror essas pessoas queimadas, é aterrorizante o que uma corrente elétrica pode fazer :/

Eu por exemplo, levei um choque no mês passado quando fui ligar o ventilador. Liguei o fio à tomada e o ventilador não ligou, então, num momento estúpido de descuido total, mexi no fio perto do plugin, fiz uns movimentos nele pra ver se o ventilador ligava, mas não percebi que uma parte do fio estava desencapada e tomei um puta choque (e estava descalça). Não sei por quanto tempo fiquei agarrada, foram poucos segundos, mas foi o suficiente pra queimar meu dedo. É uma dor esquisita, a pessoa fica desorientada, não dá pra pensar em nada na hora. Só me dei conta do que estava acontecendo quando meu braço começou a entortar e eu não conseguia soltar a droga do fio. Por sorte eu não estava sozinha em casa, meu pai me acudiu e eu fiquei desacordada por uns segundos, mas logo retomei a consciência. Além da pequena queimadura no dedo, esse descuido com a eletricidade me rendeu dores horríveis pelo corpo, principalmente no braço esquerdo e nas pernas. É horrível, nunca mais quero passar por isso na minha vida! E essas imagens fortes servem pra mostrar que poderia ter sido muito pior. Energia não é brincadeira e muitas pessoas precisam aprender isso ainda!

Anônimo disse...

Faço curso tecnico de Enfermagem e adorei esse material é tudo o que precisava para fazer uma palestra (apresentação ) Sobre Choque Eétrico para uma sala de alunos que fazem curso Tecnico de elétrica. Adorei muito bom. Parabéns

Anônimo disse...

cara, meu pai trabalha ha 22 anos com eletricidade, é tecnico em eletronica e eletrotecnica, sabe todas as manhas na indústria e comanda uma fabrica inteira, e mesmo assim levou um choque bobo esta semana, porém muito perigoso ao trocar(pasmem) uma simples lâmpada fluorescente tubular. Quando a LFT esta ligada, o reator esta mandando alem de alta frequência, tensão alternada também, 220V, que pode matar, é muito perigoso, e ainda bem que meu pai conseguiu jogar a luminária no chão, fica a dica, um grande profissional acostumado a ldar com diversas situações de grande risco, inclusive subestações, poderia ter morrido trocando uma lâmpada. Sempre tenha CUIDADO COM ELETRICIDADE, SEMPRE.
Obrigado!

Postar um comentário